quarta-feira, 28 de abril de 2021

Leituras do ano: ponto de situação

1 livro por mês é o que sugerem sempre, não é?
Desde Janeiro li:
  • Tigre Branco, de Aravind Adiga (India)
  • Homem da Areia, de Keppler (Suécia)
E estamos no fim destes dois:
  • Economisses, de Susana Rosa
  • Não me Contes o Fim, Rita Ferro (a tentar ler mais literatura portuguesa)

E por ai?

terça-feira, 27 de abril de 2021

Renovação

3 semanas na casa nova e só ontem acabaram as obras!
Que sensação estranha chegar a uma casa que agora é MINHA, sem ferramentas, ruidos e nervos. Só silencio e gatos. 
Comprei casa numa outra cidade perto de Lisboa, à qual nunca nem tinha ido. Os preços eram apelativos e lançei-me. Sem saber nada sobre o ambiente, procurando testemunhos favoraveis entre amigos e conhecidos. Mas até agora, creio que me vou ambientar bem. Desde que cheguei que tenho presenciado  vários gestos de bondade que me deixam esperançosa e encantada.
Já não viver em Lisboa, claro que aumenta o meu tempo de deslocação. E se mantivesse os 3 empregos certamente estaria já exaurida e arrependida da compra. Mas tendo tido a excelente ideia de me despedir em Novembro de um dos meus empregos (e eu borradinha de medo a  achar que poderia arrepender-me... até agora só sinto alivio e leveza), a verdade é que o tempo nas deslocações tem sido usado para respirar, aumentar as leituras, apanhar sol. Está a ser muito prazerosa esta nova rotina.
E economica! Quando me mudei iniciei dieta e contenção de custos. Sou uber-eats-dependente! Então há já 3 semanas que lhe tenho dado forte e feio na Bimby, nas marmitas e na poupança € . 
3 semanas sem batata, arroz nem massa. E sinceramente, não me tendo pesado, sinto-me já menos inchada.
E a minha biblioteca? Pela primeira vez juntei todos os meus livros debaixo de um só teto; desde as bandas desenhadas aos livros académicos. Uma magnifica estante de 2.37m cheiiiiinha de obras e memórias. O meu coração fica a transbordar cada vez que a olho.

Acho que seremos muito felizes aqui!

sábado, 10 de abril de 2021

És o teu melhor investimento

Na casa nova decidi ter duas coisinhas que acredito que farão toda a diferença:

Potes: um pote da gratidão (onde coloco diariamente papelinhos onde escrevo coisas pelas quais estou grata no dia - pode ser o prato de comida, o teto, aquele café com a amiga, o marido confidente, os primeiros passos de um filho, apenas respirar, a sensação de sol na pele...); um pote da Manifestação (onde coloco frases, afirmações (hoje é um dia feliz, eu tenho saúde, eu vou mudar de emprego, eu vou engravidar - esta frase não no meu caso! ahahah); o pote dos objetivos (onde só coloco papelinhos dos objetivos concretizados, para fazer um balanço no fim do ano).

Parede: o último pote, traz-nos aqui: uma parede com post its onde coloco objetivos (desde um novo emprego, a emagrecer, a ler mais, etc) e onde me analizo. Acredito que seja mais facil enfrentarmos ou entender um problema se o visualizarmos, entender todos os prós e contras, exorcizar a questão. No meu caso tenho uma péssima relação com os meus pais e quero destinar um pedaço da parede ao Pai, outro à Mãe, outro a mim. Uma colega de trabalho disse-me que por 15 dias fez a experiencia de escrever no espelho do seu Roupeiro "Eu sou...". e a cada dia ia mais fundo. E descobriu que é tanta coisa que nem nota na correria do dia a dia e entendeu como a vezes não se valoriza o suficiente. Pareceu-me um exemplo interessante. 

Vamos investir em nós?

sexta-feira, 9 de abril de 2021

Atualizações de Abril

Bom dia, gente linda!

- Estive 3 semaninhas em Casa (México) que me souberam a pouco e ao mesmo tempo, a Vida. Fui à praia, namorei, levamos os cães a ver o Mar por 1a vez... foi tudo muito, muito bom. Desta vez fomos "para fora lá dentro" e destinamo-nos ao Estado de Oaxaca. Famoso pelo queijo, pelo artesanato em Barro Negro e pelos Alebrijes em Madeira de Copal. Tem também uma zona costeira calma e bonita, mais naturalista (com praias nudistas, comunidades hippies). Fiquei rendida à Vila de Mazunte (onde fui a um santuário de Tartarugas libertar bebes no mar).

- A mudança da casa, com o Estado de Emergencia complicou-se. Havia falta de stock em vários lojas, limitações ao transito e... tendo comprado casa dia 10 de Fevereiro, ontem foi a primeira noite que lá dormi. Pois é, só agora... Portanto, este fim-de-semana vai ser de arrumos.

- No anterior post, mencionei que queria aprender sobre finanças. Também já ando focada nisso. Adquiri estes 2:


Este último livro é de uma portuguesa que tem, em conjunto com outra moça, uma plataforma de mentoria / formações para mulheres, onde ensina desde como fazer o IRS a abrir um negócio, a investir na bolsa... Novo ano, novos interesses. Nunca páres de crescer!

- A minha tão famigerada e temida experiencia com o teste Covid: eram só nervos. Arde um pouco e mais nada.

E vocês, como estão por aí neste periodo de desconfinamento?

quarta-feira, 3 de março de 2021

Diário de Bordo

 - A dar em doida com pinturas e gesso no tecto e pó e stress e lojas de móveis que devido ao Estado de Emergência estão com ruptura de stock e sem envios... Cheira-me que vou ficar até Abril sem cama...

- Mudo-me oficialmente sexta feira!

- Vou passar a tarde / noite de hoje a empacotar a casa (sim... a 2 dias da mudança... sou dessas que se não sentir a pressão do tempo não funciona! eheh)

- Segunda vou para o México (levo-vos no coração durante 3 semanas). Yeeeaahhhh

- Sabado vou fazer o meu primeiro teste covid (tou borradiiiiiinha de medo)

- Uma conquista para a minha auto estima em 2020 foi meter aparelho nos dentes. E se era a inveja das doloridas deste planeta (até agora nem uma dor, pressão, nadinha! Não fosse por ver os resultados e diria que me estavam a enganar e este aparelho era de brincar); a verdade é que esta semana meteram-me os tão famigerados elásticos e estou que não posso! Até o elixir bocal me faz doer as gengivas!

- Frustrada de me mudar para uma casa sem móveis e aguardar o fim do Estado de Emergencia...

- Falida (realmente comprar casa não é naaada acessivel e fácil)

- A pesquisar cursos e livros de finanças e investimentos. Um dos objetivos deste ano é poupar, ser mais responsável e metódica e aprender sobre possiveis negócios e investimentos.

- Dia 25 fiz 32 anos! Como é que isto aconteceu se ainda ontem tinha 16 e chorava revoltada com os meus pais, âh?

- E assim cheguei aos 32 cheia de garra, com vontade de criar novos hábitos, aprendizagens e ser mais e melhor! Bora lá 2021 !!

terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

Recomendo:

Stand Up Comedy.
No primeiro confinamento, decidi desligar a TV e procurar alternativas de entretenimento leve. Foi aí que descobri uma excelente leva de comediantes brasileiros, com imenso material disponivel gratuitamente no youtube.


Eles foram o inicio de tudo. Descobri os videos deste grupo fantastico e a partir daí, fui explorando os solos de cada um: Thiago Ventura, Afonso Padilha, Dihh Lopes e Márcio Donato. Muito bom! Os dois moços da esquerda, têm alguns shows solo na Netflix


Bruna Louise. Mulher desbocada, cheia de auto-estima e muito caricata e expressiva


Nil Agra. AMO!



Winderson Nunes. O mais famoso de todos. Também na Netflix



A Culpa É Do Cabral. Um programa de TV também disponivel no Youtube, muito divertido. 
Pessoalmente, adoro também ver os videos solo dos dois rapazes da esquerda: Nando Viana e Rodrigo Marques.



E o meu favorito de todos: Junior Chicó. Maravilhoso

sábado, 13 de fevereiro de 2021

terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Sopa para Todos

Que projecto do caraças!
Já conhecem? Não?
Basicamente trata-se da adesão de vários restaurantes nos quais podemos deixar uma sopa paga para mais tarde ser doada a quem precisa.
A lista de restaurantes aderentes já se encontra online, na página de facebook deste projecto e, penso eu, num site já elaborado para o efeito.
Além disto, pelo menos na página do Facebook, existem já algumas pessoas a pedir coisas além de sopas, nomeadamente roupa e bens para menores. Confesso que tenho estado muito atenta a estes pedidos e tenho estado ativa na ajuda aos que me são próximos geograficamente.
Se estamos na mó de cima, do lado do privilégio, o minimo que podemos fazer é doar um pouco da nossa "sorte", "benção" à restante comunidade. Em alguém momento podemos ser nós a passar para a mó de baixo.

Olhem em redor, vejam quem não tem a vossa abundancia e doem-se.