segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Estou pelos cabelos!!

Tenho até ao fim do mês para deixar a minha actual casa. Mas como já se previa, o senhorio do mal deu as fuças do capeta! Inventa impossibilidades e stresses a toda a hora. Ora agora a EDP lembrou-se que tem de analisar o meu pedido de rescisão e agendar e coisa e tal e só me cortam a luz lá para meio de outubro. Nessa altura já eu não estou nesta casa. Resumindo: o senhorio diz que não me deixa cá vir receber a edp, não a quer receber ele e que se eu quiser que pague mais 1 mês de renda para que a EDP cá venha 5min. Isto é demais! Também não me dá os meus recibos desde março. Lá expliquei a EDP que não terei acesso à casa e eles tentarão fazer o corte de forma exterior e ver comigo o melhor modo de resolver a situação, contudo eu questiono-me: este cabrão pode muito bem deixar-me as luzes ligadas dia e noite para eu receber uma factura astronomica. Não há meio de eu resolver isto? Nem que seja falcatruada? Cortar algum cabo que impossibilite a casa de receber luz e depois dizer que foi vandalismo e não sei de nada?
ACEITAM-SE IDEIAS! E sobre os recibos tambem.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

2 anos... contagem decrescente...

Faz dia 21, 1 ano que vivo em Lisboa.
Estou prestes a retomar as aulas, o stress, a falta de tempo e o verão chega ao fim. Curiosamente tenho-me sentido calma. A minha estação favorita é o inverno e faltam dois para poder seguir caminho. Se antes os 2 anos que restam me esmagavam, ultimamente já não.
Está mais que provado que não é uma questão de adaptação. Eu pura e simplesmente não gosto de Lisboa. Não a acho bonita, interessante ou qualquer outra coisa que a valha. Mas já consigo resignar-me e decidi focar-me no fim, manter os olhos postos lá na frente e potenciar ao maximo o tempo que resta. Já que não tenho qualidade de vida nem me sinto feliz aqui, vou então aprimorar as obrigações: toca a deixar o curriculo espetacular que de licenciados está o mundo cheio.
Por isso, e minha bela carteira à parte, setembro e outubro serão meses trabalhosos nos quais participarei de inumeros encontros, seminarios, workshops por este país fora, um deles inclusive bem dispendioso sobre refugiados organizado pelo governo italiano,
Toca a abrir portas e a investir nesta cabecinha!

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Semaninha boa

Um dos directores fez-me uma proposta de trabalho tentadora, ressalvando o quanto simpatiza comigo, com a minha postura. E promentendo sempre ter em atenção a minha licenciatura e os meus planos próprios.
É bom trabalhar num sitio assim!
A semana passou rápido, animada, tranquila. Que todas sejam assim.

Brincadeirinha à 6f entre colegas 
 
Armada em chefe com isto e...
 
 ... mais isto e...

... ainda isto e...

... para fazer isto! Legumes com camarão gratinados

Estoril


Bairro Alto com os amigos

Donativo ao projecto "Gatinhos de Algés"

A nova invenção da empresa...

... pequeno-almoço todas as manhãs ate final de setembro

O "miminho" da colega mexicana que, segundo ela, é um doce tipico de lá. Eu detestei o sabor! Mas o que conta é a intenção. Obrigado I.

Iquinho ressacado...


Praiar com a amiga e o sobrinho patudo

Aquela amiga que sempre que te visita te leva a comer bem e muito

Movie time with the kid


AAAHHFFFFF! Cansei de ser gato

Diz que é uma limonada de morangos biológicos de Mafra...

EROS: Oh mãe!! O meu irmão tem mamas porquê?

Comer saudável

Amor maior

Pecados...

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Sabia que não devia ter saído de casa...

Começo o dia com o novo motorista do autocarro, que faz este percurso há coisa de uma semana, a fazer-se a mim, a querer saber onde moro exactamente, o meu nome, a que horas apanho o bus... chateei-me logo e expliquei-lhe que certamente a empresa terá politicas de conduta e que me parecia extremamente inapropriada esta abordagem, esperando que não se voltasse a repetir.
Saiu chateada, chego ao trabalho e caiu na rua, à entrada. De vestido. Joelhos esfolados e viram-me as cuecas. Que bom.
Depois todo o sistema informatico e telefonico da empresa decidiu morrer, fazendo-me perder grande parte do trabalho de hoje, desesperando-me, stressando-me! Na hora de almoço saiu para comer algo e ZÁS! Parto a sandália em duas. Lá vou descalça no metro em busca de uma sapataria que conhecia. Sandálias novas e 30min depois atrasada no emprego, lá fico até mais tarde, cheia de fome (perdi a hora de almoço nisto tudo). Vou depois ao supermercado, distraio-me com as horas e perco o autocarro para casa.
Enfim... finalmente no sofá com os gatos.

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Projecto maravilhoso

AQUI

Não conhecia esta fundação, mas já a contactei para saber como posso ajudar.
Quiças até, se houver hipotese, ser familia de acolhimento.
Adoro este espirito, que infelizmente está quase extinto, de sermos uno, de sermos todos vida, iguais e nos ajudarmos independentemente de a que país e etnia pertencemos.

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

CONSELHO urgente

No proximo ano, com o estágio e aulas até as 21h, torna-se dificil viver no campo. Os autocarros são praticamente inexistentes e eu chegaria à aldeia do lado perto das 22.30h sendo que lá so me restaria apanhar taxi.
Surgiu a possibilidade de me mudar para a única zona de Lisboa que simpatizo, calma, bairrista, a beira rio, um t2 enorme a pagar 300€, sendo que iria dividir casa com uma amiga e ficaria metade do valor para cada.
PROBLEMA: tenho de fazer umas obras. De melhoramento, claro. E a mão de obra serão os nossos pais. Mas a mulher, para aceder a uma renda destas, teve de ser iludida: apresentei-lhe um falso orçamento onde, sendo grande parte dos trabalhos verdade, a mão de obra é que está como tendo sido contratada a uma empresa. Perante um elevado orçamento, ela acedeu a uma renda de 300€. Agora o meu pai está a stressar e a deixar-me a mim em panico porque diz que, como aleguei que um canalizador irá refazer a canalização existente, se depois eu saiu da casa e ela vê que os canos são originais, pode-me causar problemas, até legais.
Eu que estava entusiasmada, estou agora em panico!
Mas porque iria ela rever os canos se eu me mudar dentro de 2 anos (tempo planeado para me ver livre da cidade)?
Nao estão dentro da parede?
E a parte electrica? Aleguei que iria refazer tudo mas na verdade vou so substituir o que não funcionar ou estiver queimado. Mas ela teria como saber que os fios bons são os originais? 
Mudo-me ou não?
Sendo que ela também pensa que vou sozinha. Se soubesse que somos duas, aumentava a renda fazendo-a à cabeça e pedindo 300€ a cada. Também receio que algum dia um vizinho lhe diga "Sim, AS vizinhas são simpaticas". A mulher tem 70 anos e vive longe de Lisboa, raramente cá vem, tem o marido doente. Mas não sei, agora fiquei preocupada de tantos bixos que me meteram na cabeça.
Que faço?

Actualmente estou numa aldeia simpatica, muito isoladora aos fins-de-semana, sem transportes apos as 19.30h e onde a casa é tão humida que a minha roupa fica verde e passo a vida a meter coisas no lixo. No inverno o vento é tão forte que me levanta uma telha e há noites que me chove pelo tecto da sala...

domingo, 31 de julho de 2016

Domingo à noite, é momento de:


Sim, já sei que esta série dá há vários anos e que sempre foi um sucesso mas eu só agora comecei a ver. Nunca tinha calhado!
Mas confesso que estou a adorar! O sotaque do raj é a coisa mais fofamente sexy.

Do fim-de-semana Medieval

Girissimo!
Santa Maria da Feira está de parabens. Evento grande, bem organizado, com inúmeras coisas sempre a acontecer.
Pessoas simpatiquissimas! Como sempre, no Norte.
Assim que chegamos no sábado almoçamos na "Pizzaria Casa Mia" onde a comida vinha em doses enormes (nem voltei a ter fome o resto do dia) e os empregados eram de uma disponilidade rara. Aconselho!
A feira tem um preço acessivel, 4€ e a comida no interior também. É, alias, a feira medieval mais barata que já vi.
De destacar as actividades dentro do jardim circundante ao Castelo, onde fizeram um pequeno spa com tendas para tomar o cha, massagens dentro de grutas e pulverizadores de agua fresca nas pernas cansadas dos visitantes.
Só foi pena o tempo, pois chuviscou todo o dia. À noite eu tinha já tanto frio e o cabelo tão molhado que comecei a fungar e eram 22h já estava a sair do recinto. Foi mesmo pena porque a partir das 23h haviam mais actividades e uns percursos numa zona de arborismo.
Dormimos num hotel em Oliveira de Azemeis, o Digton, e volto tabém a recomendar. Quartos amplos, colchões surreais de tão confortaveis e um pequeno almoço bom.

Os 3 simpaticos animadores
 

 Chá no jardim
 
 Pulverizar as pernas

Massagem dentro da gruta

Eros & Icaro


Um especie de gancho estranhissimo que funciona muito bem e fica bonito no cabelo. Vejam no site deles www.complementoparaelpelo.com

Mais 3

Caneca oficial

Ainda só usei duas vezes mas realmente deixa a pele super macia

quarta-feira, 27 de julho de 2016

De Itália V

 Por fim, Roma valeu sobretudo por me permitir seguir o rasto do Grande. O incrivel Garibaldi.
Andei significativos kilometros para encontrar a sua praça, tropeçando sem saber no túmulo de Anita, seu grande amor. Por obra do acaso encontrei também o Museu da Memória Garibaldina, em que cada piso é destinado a uma geração sua (filhos, netos). Dei por mim à porta da sede nacional de veteranos garibaldinos sem o pretender e pude ver peças únicas e incriveis no Museu do Ressurgimento.
Eu tenho as suas memorias narradas na primeira pessoa ao Alexandre Dumas e puder ver tanta coisa sua ao vivo foi incrivel. A minha veia de historiadora não morre...