sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Promessas



Quem me conhece sabe que, não só não me considero católica, como aliás detesto o catolicismo e as suas tontices e tenho uma tendência enoooooooorme para o desprezar e ridicularizar.
Contudo, bem diz o povo que em tempos de aperto todos se lembram dele! Ao que parece, aqui a jovem herege com a mania que é toda desprendida desse tipo de questões, não foge assim tanto ao rebanho.
Quando aconteceu todo este caos com o Nino e eu dei por mim a tremer, a chorar, preocupada com esta vida que me tinha escapado das mãos para futuro / rumo incerto, eis que me surgiu na mente a possibilidade de fazer uma promessa. Para mim era algo ridículo, gozei comigo mesma. Desde quando eu, Raven dos Santos, era dada a crendices em Deus?!?
No entanto as horas passavam, as lágrimas eram mais, os tremeliques e os nervos ainda mais, a preocupação era já sufocante e pensei: mas que raio! Isto também não dói! E não vá o Diabo tecê-las e Deus existir, é melhor agir e logo se vê.
E aconteceu. O inédito. O surreal. Aquilo que desmentirei até ao tumulo se vocês contarem a alguém. Prometi algo ao Padroeiro da cidade, o tipo que tem um Santuário só para ele. Prometi que iria acender 10 velinhas lá na casa Dele se o Nino surgisse. Claro que prometi isto sem fé nem crença mas… às 20h, já sem esperanças de que algo acontecesse, eis que encontro o gato!
E agora, 1 mês depois, olhando para o bichano e vendo-o tão acarinhado, protegido, com saúde e comida, veio-me à mente a promessa. Promessa já esquecida devido à minha falta de sentimento cristão.
Mas depois de ponderar muito neste minha atitude de desespero e na promessa a pagar, senti que não havia nada de mal nem inusitado na minha opção. Desde Fevereiro que iniciei uma busca espiritual embrenhando-me pelos caminhos meditativos e reikianos. Acredito no Destino e no Universo, no poder do Cosmos e na Lei do Retorno. O Padroeiro da Cidade é apenas mais uma boa pessoa que passou para a posteridade ou talvez nem passe duma lenda tonta mas o certo é que eu pedi algo e recebi. Talvez não seja o Padroeiro e sim o Universo a ser gentil comigo mas que importa? O certo é que recebi uma prenda e resta ser grata e retribuir. Seja a quem for. 


10 comentários:

  1. A religião católica é apenas uma de muitas formas para comunicar com o tal desconhecido. Não é por causa das suas histórias da carochinha que a devemos ridicularizar, porque independentemente das religiões ou crenças todos os nossos pedidos vão todos parar ao mesmo sítio.

    ;)

    ResponderEliminar
  2. Depois de uma época bastante turbulenta na minha vida, em que situações perigosas me aconteceram e tive um grande susto com o meu filho no carro, pedi a Deus, simplesmente para que, se algo me tivesse que acontecer, para que só me acontecesse a mim.

    Foi uma fase má na minha vida, durante uns 3 meses tive várias situações mas nunca mais nenhuma aconteceu com o meu filho no carro. Sempre que algo acontecia, eu já nem conseguia ficar zangada, nem frustrada... só ficava grata por o meu filho não estar lá.
    Não sei se lhe chame Deus, luz, espirito, universo... mas sei o que me aconteceu e não consigo não ficar grata.

    Eu acredito em Deus (ou que algo existe - uma energia, luz, força, mãe natureza,...), ja na igreja é outra história...

    ResponderEliminar
  3. Sendo eu o Senhor do Universo conta lá o que te vai na alma.

    Ass. Galactus

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Senhor, não te fazia adepto de tecnologias!

      Eliminar
    2. Criatura... estás a mudar de conversa!!! Conta-me o que te apoquenta.

      Ass: Galactus - O Senhor do Universo

      Eliminar
    3. O desemprego, a Associação Animal que cuido, a pobreza, a minha busca espiritual... tanta coisa!

      Eliminar
  4. Uma pequena resposta às tuas preocupações:

    http://www.bancobpi.pt/pagina.asp?s=1&f=3991&opt=f

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, anónimo. Mas é apenas para licenciados e a mim falta-me 1 ano, congelei a matricula por motivos economicos. Além de que também não era de nenhuma daquelas áreas preferenciais.

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Ainda bem que para ti é apenas "Bullshit". É sinal que nunca tiveste de fazer opções e deixar coisas para trás devido às adversidades.

      Eliminar