terça-feira, 30 de junho de 2015

Assustador...

Este artigo da Sábado é bem interessante.
Na minha família tenho exemplos de ambas as realidades. Tenho uma prima de 7 anos que tem tablet e telemovel há imenso tempo. É mal educada, egocentrica, dá ordens aos adultos, detesta ir à escola. Eu bem vou alertando que futuramente teremos ali um problema. Já a minha afilhada e o irmão, que têm pais mais humildes, que trabalham no campo, já têm 10 e 15 anos e nunca tiveram um telemovel nem um tablet. Jogam no computador, o mais velho tem facebook mas têm horas especificas e controladas para aceder à net. E o computador está na cozinha, onde a mãe, dona de casa, passa mais tempo e assim pode estar atenta aos perigos da rede. O pais daquela outra minha prima, a mimada, são formados, um é professor universitário e outra é farmaceutica, portanto colmatam a falta de tempo com presentes caros fazendo da miuda uma menina insuportavel.
A minha afilhada, sem exagero, foi umas 3x na vida ao McDonalds. A minha prima vai todas as semanas.
Não sei o dia de amanhã, mas quero acreditar que se for mãe, nenhum filho meu terá telemovel antes dos 14 ou 15 anos. E muito menos um computador pessoal e sem controlo.
Acho que nas escolas e centros de saúde se deveria apostar mais no acompanhamento psicologico. As crianças são os adultos de amanhã e os de hoje precisam entender que educação e amor não são substituiveis por prendas e coisas perigosas.

6 comentários:

  1. Eu sou professora e fico estupidamente parva quando vejo garotos com 10, 11 anos com telemóveis de mais de 400€... Os tablets abundam e são um must. Quem não tiver é colocado de parte. Brincar, conviver com os amigos, conversar? Pois sim. É mais interessante jogar e passar horas agarrado ao telemóvel. E é vê-los a ligar para os pais pelos motivos mais parvos!!
    Não vamos ter membros da sociedade cultos. Vamos ter robots.
    Este ano, antes das aulas acabarem, já disse à minha turma: a partir de setembro, não quero ninguém com telemóveis. E vai ser mesmo assim. Vão para o 6º ano. A ver vamos se os pais concordam...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, o pior inimigo de um professor são os pais. Muitos acham normalissimo esta falta de educação e ainda ficam ofendidos se os professores tentam chama-los à razão. Admiro a tua profissão! Hoje em dia ser professor é como ser assistente social de ciganos! Por acaso, e acho que por sorte, o meu tal primo de 15 anos não tem tablet nem telemovel e nunca se queixou. Mas também vivem numa aldeia pequena. Certamente influencia. Ainda saem para jogar futebol na rua, é diferente.

      Eliminar
  2. Ontem também vi esta notícia e é mesmo assustador. Tanto estes factos sobre a utilização da internet como os outros, principalmente aquele acerca da obesidade infantil. Num mundo em que cada vez há mais informação, um acesso mais facilitado e a possibilidade de confrontar fontes para ter informação fidedigna, as pessoas parece que preferem nem saber para não ter que se preocupar. Não garanto que os meus filhos, se os tiver, não tenham telemóvel mais cedo, mas há-de ser mais por uma questão de contacto e comunicação com os pais. Não hão-de haver Facebooks nem nada disso antes de determinada idade. Tablets muito menos. Afectam completamente o desenvolvimento da psicomotricidade fina. Para aprender a escrever há que, primeiro, aprender a agarrar nos lápis, pintar, gatafunhar... o que não se consegue a deslizar o dedo por um ecrã touch. Além disso acho essencial que se comece desde cedo a instruir para a importância de uma alimentação saudável. Não é pela aparência, não é porque têm de ser magros e tonificados. É antes porque vivemos num país em que grande parte da população tem excesso de peso, colesterol e hipertensão, correndo o risco de terem um fim de vida sem qualidade absolutamente nenhuma. E acho impressionante como é que em vez de aprendermos com isto, ainda encharcamos os miúdos com mais açúcar, que é a droga do século XXI.

    ResponderEliminar
  3. Este mundo anda perdido e não sei bem onde vai parar...

    ResponderEliminar
  4. Os meus irmãos mais novos são completamente obcecadados! As tecnologias estão a estragar os miúdos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Discordo. As tecnologias são objectos. Culpados são os adultos que não têm a minima noção porque de certeza que não são crianças que têm dinheiro para comprar tablets.

      Eliminar