quarta-feira, 13 de julho de 2016

Pareço o Dr. Dolittle

Encontrei este cão hoje.


Está cheio de carraças e com marca de uma coleira no pescoço. Ou se soltou e fugiu ou o abandonaram para ir de férias.
Pelo sim, pelo não, trouxe-o comigo. É super simpático, parece sorrir a todo o momento e só pede abraços e beijinhos.
Juntei-o aos outros 2 que cá tenho em FAT e deram-se bem.
Entretanto, tinha à porta uma visita:


Este gato aparecia aqui na aldeia de vez em quando. Pensei que fosse abandonado porque está muito magrinho. Contudo o pelo parece tratado.
Andei por aí a fazer perguntas e uns dias depois ele apareceu de coleira. Disseram-me que ele deve ser de um casal idoso, já com pouca autonomia, que não tem como cuida-lo. Mas foi um "disseram-me"... ninguém tem a certeza de quem ele é.
Na dúvida, deixo-o estar. Hoje, que os cães foram ao vet e só cá está o novo, o gatinho ganhou coragem e subiu a rua e sentou-se na minha porta. Vinha cheio de fome e sede. Entrou pelo quintal adentro e o cão novo morreu de medo! Começou a chorar e escondeu-se na casota. O gato até lhe comeu a ração!
E neste momento tenho os dois no quintal, sendo que até lhe deixei a cama do Eros lá fora caso cá decida dormir (é desta que o Eros Miguel me demite...).

1 comentário: